Olá meus amores tudo bem?
Eu estou aqui para falar sobre um filme chamado Os Delírios de Consumo de Becky Bloom, eu assisti ontem no Netflix, eu já havia lido o livro a um tempo até e pensei como será o filme e então eu comecei a assistir.

Sinopse: Rebecca Bloomwood (conhecida pelos amigos como Becky Bloom) é uma garota formada em jornalismo com uma compulsão por compras. A Revista onde trabalha está falida, e aquela onde ela queria trabalhar parece fora de alcance. Por um golpe do destino, acaba conseguindo um emprego numa revista sobre finanças, escrevendo para pessoas comuns sobre finanças pessoais enquanto foge desesperadamente dos cobradores que a perseguem.

No começo do filme eu vi que não teria na a ver com o livro, e realmente. No filme  eu percebo que Becky é sim uma garota compulsiva porem com um sonho, de trabalhar para uma grande revista. Mas também existem controvérsias, as mentiras de Becky, a todo o momento ela mente e claro que no final nenhuma mentira tem um final feliz.
Becky é destemida porem louca, louca por compras, até propõe a sua amiga que minta também para ajuda-la a cobrir suas dividas. Mas no meio do filme sua amiga a propõe que comece a frequentar um grupo de ajuda. Becky está se dando bem com seu emprego porem suas mentiras vão aumentando e seu final trágico também.
Quando Becky se vê perdendo o amor da sua vida, seu trabalho indo para o fundo do poço, perdendo sua melhor amiga ela resolve mudar.
Eu achei o filme muito bom, de verdade eu me diverti do começo ao fim e o filme soube me entreter, prender minha atenção a todo momento. A "moral da história" é que nunca abuse, nunca chegue a tal ponto de se enforcar e por favor não minta, isso com certeza te fará perder coisas importantes nas qual mal conquistou. 

"Quando eu compro o mundo fica melhor"
Espero que tenham gostado e que assistam pois vale muito a pena. Quem tem conta no Netflix corre lá e assiste. E que não tem é só procurar na internet, eu assisti legendado porém fica a critério de que for assistir.
Até mais.


Deixe um comentário