E cá estamos nós para mais uma resenha, espero que gostem e que não leu o livro, leia pois eu estou sofrendo horrores aqui.

Sinopse: Pela primeira vez Stephenie Meyer oferece aos fãs uma nova perspectiva do universo de "Crepúsculo". Na voz de Bree Tanner, uma jovem vampira integrante do violento exército de recém-criados que assola a cidade de Seattle no terceiro volume da série, "Eclipse", somos apresentados ao lado sombrio da saga.
Bree vive nas trevas, sedenta por sangue. Não conhece sua verdadeira natureza e não pode confiar nos de sua espécie. Sua breve história acompanha a semana que antecede o confronto definitivo entre os recém-criados e os Cullen - a última semana de sua existência.














O livro conta a história de Bree, uma garota simplesmente normal até ter que enfrentar um grande problema com sua família e ter que sair de casa. Riley a encontra e promete a ela uma vida melhor, porem é ai que começam as mentiras. Bree era uma garota na qual estava perdida, passando fome e uma quase viciada. A politica de Riley é se alimentar e criar um exercito de pessoas nas quais se morressem não fariam falta para o mundo como viciados em drogas, prostitutas, ladrões e etc.
Bree, sempre tenta ficar na dela quando está junto com o bando, bem perto de Fred no qual tem um dom de afastar as pessoas, porem menos ela (POR QUE VOCÊ NÃO FOI COM ELE BREE), é uma nerd, na qual gosta de ficar lendo os livros que rouba.
Mas após sair uma noite para caçar, começa a se enturmar com um menino chamado Diego, de confiança de Riley. Só que o que eu não imaginava era que ia rolar um romance a partir dai, e não só isso os dois começam a descobrir várias mentiras. 


Irei parar por aqui por que se não soltarei muitos spoilers.

Eu sinceramente e esperava um final diferente, eu esperava que Bree não tivesse o mesmo final do filme, eu me cativei com Bree, eu queria que ela fosse feliz com Diego, eu sempre sofro no final do livro quando meus personagens favoritos morrem, eu simplesmente não reajo bem. Mas enfim, eu tinha colocado alguma esperança no final, que ela ficasse viva, eu não queria conhecer a história dela, os pensamentos dela, as esperanças dela pra depois tudo se acabar. Apesar que ela teve uma chance de ficar viva, porem ela quis ficar perto do amor da vida dela. Eu também ficaria, eu morreria. Fazer o que, só temos que lamentar o quanto Stephenie é tão forte e objetiva em sua escrita, o quanto ela passa para nós o que o personagem sente e o que ele pensa, a escrita de facil entendimento dela nos deixa com muita esperança, eu li com a esperança de que Bree não tivesse realmente aquele final por que acredito que seja isso que a escritora desejasse passar para nós leitores. Porem é isso, foi inevitável não se apaixonar e ficar com ressaca literária no final querendo Bree de volta. 


Espero que tenham gostado e até a próxima, me acompanhem nas minhas redes sociais.


Deixe um comentário