Caroline Reynolds e Simon Parker estão de volta, e não mais separados por uma fina parede... Ao contrário, agora seguem mais juntos, felizes e pelados do que nunca! A Garota do Baby-Doll Cor-de-Rosa e o Trepador de Paredes começam o relacionamento aprendendo a lidar com o trabalho de Simon, que inclui viagens inesquecíveis nas férias de Caroline, mas também longos dias de distância e saudades. As dificuldades, entretanto, não melhoram quando o casal finalmente consegue mais tempo para ficar junto. O medo da monotonia de um relacionamento convencional apavora os dois e acaba transformando o namoro em uma montanha-russa de emoções, com direito a muitas reviravoltas. Enquanto lutam contra a regra de que os relacionamentos com o tempo acabam em marasmo, os dois comprovam o maior clichê dos casais - o sexo depois de fazer as pazes é mesmo inacreditavelmente delicioso. Em meio a tudo isso, eles tentam equilibrar as demandas do trabalho, os orgasmos de Caroline, o passado de Simon, a casa de Jillian, as brigas de Sophia e Neil e as tentativas de fuga do gato, Clive. Um pacote de histórias, risadas, tensão e tesão que Alice Clayton preparou especialmente para os leitores que ficaram apaixonados por Subindo pelas Paredes.


A vida de Caroline e Simon continuam, e claro com o pequeno Clive (♥).
Neste livros eles tem um relacionamento de uma casal aparentemente normal, com suas brigas, decepções e lágrimas, porém, na maioria das vezes um faz tudo pelo outro, porém eles estão acostumados a viverem meio separados, cada um no seu apartamento, viajando a trabalho (como Simon vive fazendo) e essas coisas.
 Porém Caroline é submetida a substituir sua chefe na empresa em que a mesma é dona, e então Caroline passa a não viver... Sim, ela não tem vida, Simon começa a passar mais tempo em casa porém Caroline fica menos em casa, dorme menos e trabalha mil vezes mais. Sua chefe decide que sua lua de mel será sem prazo de validade e deseja que Caroline assuma por alguns meses (isso mesmo que você leu, alguns meses). 
 Após a experiência de ser chefe por um tempo e todo o reboliço que ocorreu após Simon voltar ao local em que nasceu e que perdeu seus pais, aparentemente ele decide seguir em frente e toma uma decisão... comprar uma casa para morar com Caroline, isso mesmo, eles vão morar juntos em uma bela casa, e claro quem é a arquiteta que reforma toda a casa? A nossa querida Caroline, e sabe o que é incrível? Simon aceita tudo sem o minimo problema, ele deseja que tudo esteja do jeito que Caroline quer, que fofo ♥. Porém acontece uma briga entre os dois no meio da obra da casa e Clive acaba sumindo, sim isso mesmo, nosso querido gatinho pula a janela e vai se aventurar no mundo, mas calmaaaaaaaaa... ele volta, como eu posso dizer? Bem mascula digamos assim.
Bom, para finalizar para que essa resenha não fique muito longa, o que eles não planejavam que aconteceria, que seria ter uma vida juntos, como um casal que mora junto aconteceu.
Quando este livro ficou disponivel para compra eu fiquei louca para compra-lo, porém quando comecei a ler, achei uma história massante e repetitiva, comecei a achar interessante depois da compra da casa e o sumisso de Clive, sinceramente, bom... Mais ai vai de cada um, recomendo e não recomendo este livro ao mesmo tempo, sim, vai entender.
Espero que tenham gostado, desculpa o sumiço, até a próxima rs, beijos ♥.


1° Livro
 A primeira noite de Caroline em seu novo apartamento é promessa de que dias – e noites – agitada virão. Ela não poderia imaginar que dividira a fina parede de seu quarto com um cara capaz de deixar uma mulher completamente maluca na cama. Aliás, uma não Caroline já contou pelo menos três gritos e gemidos diferentes.
Conviver toda madrugada com a animação do apartamento ao lado deixa Caroline ainda mais afundada na crise sexual que a acompanha há tempos. Mas ela nem sequer pode imaginar que o vizinho que ela abomina pode ser o único capaz de lhe trazer de volta seus orgasmos.
Em “Subindo pelas paredes”, Alice Clayton mistura humor paixão e boas doses de sensualidade, capazes de fazer qualquer uma cair de joelhos e se apaixonar.


Deixe um comentário