Laura é uma menina sequestrada e jogada no fundo de um buraco por alguém que todos imaginavam ser um bom homem. Ela vê sua vida mudar da noite para o dia, e passa a descrever com detalhes sinistros e íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é homem casado, trabalhador, pai de família, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens, pois dentro de si uma voz afirma que é dele que elas precisam. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte.

Narrado em parte em forma de diário, o livro acompanha mais de quatro anos da vida de Laura em um buraco embaixo da terra, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da única maneira para sobreviver. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, DIÁRIO DE UMA ESCRAVA apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente corriqueiro no Brasil e em todo o mundo.


Através de Laura, raptada ainda adolescente por um homem que ela chama de “Ogro”, a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade. O “Ogro”, um homem aparentemente comum, honesto e “acima de qualquer suspeita”, mantém Laura presa em uma casa afastada, onde abusa dela sexual e mentalmente, alegando ser ela o seu verdadeiro amor. Laura, compreensivelmente, só pensa em escapar dali. Mas agora ele parece estar mudando. Será que é o melhor momento mesmo para fugir?... Bem, isso você vai ter que ler para descobrir.

O livro retrata a triste história de Laura, uma menina que foi retirada dos braços de seus pais e de seu namoro adolescente aos 15 anos, sequestrada por um maníaco que tinha desejos sexuais e insanos por meninas jovens, inocentes e virgens.
Bom, o livro começa com Laura dentro do buraco que sempre viveu, um quarto que foi construído precariamente embaixo da terra de uma fazendo que o Ogro possui.
Laura passa seus incansáveis dias dentro daquele quarto apenas comendo quando o sequestrador lhe traz comida e água. Suas necessidades são desprezadas dentro de um balde onde são retirados nos dias de banho, que acontecem uma vez por semana.
Laura já está conformada com a vida que leva, mesmo após de terem se passado quatro anos Laura está acostumada a ser violentada da forma mais suja possível, pelo o Ogro diretamente. Não,  Laura não sabe o nome do sequestrador, então ela apenas o chama de Ogro em sua mente.
Não quero que fique um spoiler aqui então eu vou contar somente a minha opinião a partir de agora.
Durante todos os momentos do livro eu acreditei que Laura pudesse fugir, que ela pudesse sair dali, e acredite, ela tentou.
Porém, o final do livro me decepcionou e ao mesmo tempo não, eu gosto de histórias com finais felizes e sonhos realizados, e com Laura não foi assim, foi um final improvável... que ninguém esperava. Porém eu não esperaria um segundo livro, se o primeiro teve este final, não seria a mesma coisa se ou esse um segundo livro. Laura abalou nossos corações e mostrou que poderia ser alguém diferente, então ela foi alguém diferente, em minha opinião, O Diário de Uma Escrava, não merece um segundo livro. 


Bom mas é isso gente, não vou falar muito para não dar muito spoiler, esse livro merece ser lido, não aconselho para pessoas que não tem estômago, ele é bem forte, ele dá com detalhes todo o sofrimento de Laura durante os quatro anos no buraco e das meninas que vieram antes e depois de Laura. 
Espero que tenham gostado, até mais 💓


Deixe um comentário